ACDC – Além das Crenças: Desenvolvendo o Pensamento Crítico

ALÉM DAS CRENÇAS: DESENVOLVENDO O PENSAMENTO CRÍTICO 

Sigla do Projeto de Pesquisa: ACDC

Professores-pesquisadores:

Descrição do Projeto

Quais são as bases que fundamentam o que eu acredito e o que você acredita (e como lidamos com as semelhanças e diferenças)? Como as crenças são construídas social-culturalmente e como as tecnologias são utilizadas para explorar e induzir comportamentos ou ações? Como desenvolver uma visão mais consciente/crítica em relação à informação, nossas percepções, ações e comportamentos relacionados? Como a tecnologia pode apoiar neste processo?

Os Sistemas de Informação têm o potencial de melhorar a qualidade do trabalho de um indivíduo e permitir o bem-estar humano de várias maneiras, assim como melhorar a produtividade dos serviços de alimentos, saúde, água, educação e energia. Vivemos em um mundo digital, onde algoritmos nos recomendam informações, filmes e séries a assistir, músicas a ouvir, o que comer, o que comprar, caminhos a seguir… e assim nossas decisões vão sendo guiadas por algoritmos de recomendação e personalização. Nas empresas, os sistemas de informação apoiam as decisões sobre compras, vendas, contratações e diversas outras situações.

As plataformas de redes sociais online e os aplicativos de comunicação promoveram uma grande disseminação de fatos, opiniões e informações/desinformações. Reforçados pelos algoritmos de filtragem de informação, personalização e recomendação, as crenças vão sendo construídas, reforçadas e/ou questionadas. Quando assimilamos as distorções produzidas, questionamos nossas bases de informações, nossas crenças e comportamentos, e nesse processo, acabamos nos moldando em construções sociais e culturais, que conscientes ou não, guiam nossos pensamentos, sentimentos e ações.

No escopo deste projeto e no contexto da área de Sistemas de Informação, diversos tópicos de pesquisa são de interesse:

  • Tecnologias para o desenvolvimento do pensamento crítico e apoiar a alfabetização midiática
  • Detecção, conscientização e mitigação de desinformação, fake news e vieses em Sistemas de Informação
  • Identificação e visualização de crenças, vieses e desinformação em Sistemas de Informação
  • Tecnologias para apoiar a identificação de bases morais/moralistas em Sistemas de Informação
  • Tecnologias para análise, inteligência e estratégia relacionada a comportamento do usuário, do cliente e da Internet

Candidate-se a este projeto se há interesse em pesquisar estes tópicos.

Grupo de pesquisa SaL: Semantics and Learning (https://sal.uniriotec.br)

Quem já participa desse grupo de pesquisa: Participam atualmente de pesquisas associadas ao grupo SaL (Semantics and Learning): 4 professores-pesquisadores (3 do PPGI-UNIRIO), 8 alunos de doutorado e 5 alunos de mestrado. O grupo tem parcerias com pesquisadores da UNIRIO, UFJF, UNISINOS, UFAM, ANU-Austrália, L3S-Alemanha e UPT-Romênia.

Por que eu deveria me interessar por este projeto/formação? Além de serem temas relevantes de pesquisa em Computação/Sistemas de Informação, também representam temas relevantes para os profissionais de Tecnologia da Informação e para a sociedade. Diversos conhecimentos serão trabalhados, tanto cientificamente quanto tecnicamente nos tópicos do projeto (estado-da-arte e estado-da-prática no tema de pesquisa). Espera-se uma formação em pesquisa (métodos científicos, comunicação científica, pensamento crítico), docência e inovação. Devido aos temas demandarem estudos em assuntos que permeiam outras áreas como Psicologia, Filosofia, Sociologia, há uma reflexão humanística e social dos participantes. Assim, trata-se de uma formação sociotécnica, com um desenvolvimento do senso crítico e visão criativa, além de um desenvolvimento humano.

Perfil do Aluno:

O aluno deve ser dedicado, comprometido com sua formação e com a(s) pesquisa(s) a ser(em) desenvolvida(s). O período em disciplinas geralmente demanda cerca de 12 horas semanais em sala de aula, além dos estudos extraclasse (que dependem do ritmo do aluno, mas é comum ser necessário pelo menos o tempo equivalente ao das aulas). Deste modo, um planejamento razoável para uma boa formação no mestrado e/ou doutorado neste projeto seria algo em torno de 30 horas semanais de dedicação. Espera-se que os alunos tenham um bom gerenciamento de seu tempo.

A pesquisa demanda estudos aprofundados sobre o estado-da-arte e o estado-da-prática em determinados assuntos, implicando em muita leitura de textos técnicos em inglês e desenvolvimento tecnológico. Deste modo, o aluno deve ser motivado para estudos aprofundados nos temas da pesquisa e empenhado em contribuir para a área. A proposta de solução precisará ser avaliada, então é esperado que o aluno consiga desenvolver a solução e aplicá-la em contextos específicos, de modo que possa extrair e obter informações sobre a solução na prática e analisar criticamente os resultados. Finalmente, o aluno também deve divulgar os resultados parciais e finais da pesquisa, então é importante a capacidade de escrita (em português, mas desejável também em inglês).